2 de outubro | sexta-feira
sala 1

08:00-10:00

Planejando a UTI do Futuro

• O paciente terá que ir até a UTI ou a UTI terá que ir ao paciente?
• Devemos repensar a arquitetura das nossas UTIs?
• Monitorização sem fios do paciente crítico
• Telemedicina e telessaúde no manejo de pacientes graves
• Nutrição personalizada: quais os desafios?
• Conciliando tecnologia e humanização nos cuidados intensivos

10:30-12:30

O estado da arte do manejo do choque

• Reposição volêmica restritiva versus liberal no choque séptico
• Vasopressores além da noradrenalina
• Lactato sérico ou perfusão periférica como alvo de ressuscitação?
• Vitamina C no choque séptico: o que a evidência nos diz
• Otimizando processos de enfermagem
• Eficácia e segurança da fisioterapia ultraprecoce no choque

13:30-15:30

Prevenindo Sequelas Pós-UTI

• Desfechos que interessam: uma visão pós-UTI
• Prevenindo a perda de funcionalidade
• Diários de UTI para prevenção de TEPT: qual a evidência?
• Nutrição e desfechos em longo prazo: qual a melhor estratégia?
• Disfunção cognitiva pós UTI: como prevenir?
• Cuidando da saúde mental de familiares cuidadores

16:00-18:00

Manejando Insuficiência Respiratória: O que há de novo?

• VNI: o tipo de interface importa?
• A cânula nasal de alto fluxo veio pra substituir a VNI?
• Ventilação em alça fechada é o futuro da VM invasiva?
• Prevenindo VILI: foco no diafragma
• Ultrassom point of care como ferramenta para o desmame ventilatório
• Além do ventilador: manejando dor, dispneia e desconforto no paciente em VM
X Congresso Gaúcho de Terapia Intensiva
Design & Desenvolvimento by Comunicação