V Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva Neurológica traz discussões inovadoras

O auditório estava lotado de profissionais da saúde atentos para registrar recomendações e resultados de pesquisas. Cada novidade apresentada foi discutida pelos participantes, que refletiam acerca da aplicabilidade dos ensinamentos. Foram debatidos os avanços na terapia intensiva neurológica, a partir da exposição de estudos de grandes nomes dos cenários nacional e internacional. A interatividade se destacou em dois momentos. O primeiro foi durante as mesas de discussão, que sucediam ao final de cada tema. Os participantes, neste momento, enviavam perguntas a um número de Whatsapp. As melhores eram escolhidas instantaneamente pela mesa. Outro ponto de interação foi o “tiro livre”, espaço em que os participantes poderiam expor suas principais dúvidas sobre o manejo de Derivação Ventricular Externa (DVE). 

A programação incluía diversos debates significativos à prática médica. Um exemplo disso foi o painel de fluidos em neurointensivismo, explicado pelos doutores José Arthur Brasil e Alexandre Biasi Cavalcante, em que defenderam o uso, respectivamente, de solução salina e de solução balanceada no paciente neurocrítico. As pesquisas mais recentes foram divulgadas, como no painel de Acidente Vascular Encefálico Isquêmico - Desafios Atuais. 

O exame neurológico comum e suas diferenças com a utilização do pupilômetro foi outro assunto importante e comentado pelos profissionais, que também apontaram as diferenças entre PIC invasiva e não invasiva. O tétano acidental e a raiva humana complementaram os tópicos abordados no primeiro dia. No saguão do evento, a troca de conhecimentos foi realizada por meio de apresentações de assuntos livres, em que era possível conferir as novidades da indústria (expostas por diversas empresas). O Comin é bianual e sua próxima edição é em 2021.

(51) 3014.2093 | 3384-1362 | (51) 986198587 (WhatsApp) | sotirgs@sotirgs.com.br | Secretária Joice Dillenburg
Design e desenvolvimento by Dableo comunicação