Imprimir

COMPLEXIDADE DO PACIENTE QUEIMADO EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Tema: Enfermagem

LISIANE VIDAL LOPES MACHADO
Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/sotirgs/www/terapia-intensiva-2017/show-trabalho.php on line 93

SERVIÇO DE ENFERMAGEM
PORTO ALEGRE/RS



Introdução e objetivos: Os casos de queimaduras no Brasil representam um agravo significativo à saúde pública: estima-se que ocorram cerca de dois milhões de internações todos os anos. Segundo ESTRAM, 2003, a gravidade decorre da multiplicidade orgânica das lesões, o tratamento é complexo e resulta em uma alta taxa de mortalidade. Este estudo objetivou relatar o caso de um paciente sob o olhar da enfermagem, J.L.A. 21 anos, transferido do interior do estado com histórico de qual queimadura de 2º e 3º graus por explosão, conforme mapeamento 80% da área corporal fora queimada, houve inalação, intubação precoce pelo atendimento pré-hospitalar e ressuscitação volêmica adequada no hospital de origem. Chegou no centro de trauma com 15 horas de evolução, realizando então: instalação de novo acesso venoso central, linha arterial, infusão de sedações continuas, controle de CO2, reajustado volume de vasopressor, troca das soluções do transporte, , limpeza com retirada dos tecidos desvitalizados, curativos com sulfadiazina de prata no corpo e neomicina na face, Escarotomia em MSD, providenciado fibrobroncoscópio devido a possibilidade de inalação, acolhido familiar, informado quanto a gravidade do caso e rotinas da instituição. Resultados: O tratamento queimado é um desafio, pois as lesões de pele acarretam alterações orgânicas, exigindo procedimentos dolorosos e prolongados os quais deixam marcas permanentes nas vítimas, requerendo equipe entrosada para promover a melhor qualidade de assistência ao paciente. Vislumbrando essas questões a Sociedade Brasileira de Queimaduras criou o CNNAQ (Curso Nacional de Normatização de Atendimento ao Queimado) com a finalidade de oferecer conhecimento e normas proporcionando uniformidade nas condutas.

Conclusão: Por mais atual que seja as tecnologias utilizadas, bem como esquipes treinadas, a única alternativa, realmente eficaz quando se fala em queimaduras é prevenção, sendo a única de evitar sequelas estéticas, funcionais e psicológicas.




Imprimir